Como juízas mulheres julgam mulheres por tráfico de drogas: discursos criminológicos reforçando privilégios e silenciamentos na cidade do Rio de Janeiro
Autora: Luciana Costa Fernandes | "Nesse livro, entrevistas com juízas, observações de audiências e sentenças criminais contingenciam a forma como opressões de gênero, raça e classe estão envolvidas nos processos de criminalização de mulheres por tráfico de drogas na cidade do Rio de Janeiro. Depoimentos, performances e dispositivos são indiciários da forma como racismo, branquitude e cisheteropatriarcado se apresentam em práticas judiciárias. Os dados empíricos foram organizados nos seguintes eixos de reflexão: sobre a política criminal de drogas brasileira, genocida por excelência; o direito e leis penais, cujos usos aparelham estruturas de força e dominação; o poder de punir, situado nas colonialidades que marcam nosso território; e as epistemologias feministas, fundamentais para a percepção da forma como experiências de mulheres que vivem o sistema penal são imbricadas".