26 de Outubro de 2020

Justiça Juvenil e Sistema Socioeducativo: conheça o novo curso do IBCCRIM

Como o Estado brasileiro lida com adolescentes em conflito com a lei? Qual o perfil dessas pessoas? O que o Estatuto da Criança e do Adolescente  (ECA) trouxe de avanços legais na garantia de direitos de crianças e adolescentes no país? Como se estrutura o sistema de justiça juvenil e como são cumpridas as medidas socioeducativas no Brasil? 

Para responder a essas questões, o Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM) lançou no dia 26 de outubro o novo curso de extensão “Justiça Juvenil e Sistema Socioeducativo”. As inscrições estão abertas e as aulas serão disponibilizadas a partir de 3 de novembro na plataforma EADBOX. As alunas e alunos terão 90 dias para assistir às aulas do curso e computar presença. Acesse o curso aqui.

Com oito aulas on-line, o curso discute a apuração do ato infracional, a aplicação e o cumprimento de medidas socioeducativas e também analisa como os marcadores de gênero, raça e classe se aplicam no contexto da justiça juvenil no país. O curso também se propõe a analisar como a saúde mental se relaciona com adolescentes em conflito com a lei e apresenta um histórico sobre o sistema de justiça juvenil, abordando também os desafios de atuar com o tema, tanto na prática jurídica quanto no campo da pesquisa.

Lançado no ano em que o ECA completa 30 anos, o curso é destinado a operadoras e operadores do direito, técnicos(as) que atuam na justiça juvenil e na aplicação de medidas socioeducativas, psicólogos(as), cientistas sociais e outros profissionais e estudantes que pesquisam ou se interessam pelo tema da justiça juvenil. 

O curso está com valores promocionais válidos até 26 de novembro de 2020 e há descontos especiais para profissionais que trabalhem com medidas socioeducativas, mediante comprovação de atuação profissional como agentes e técnicos socioeducativos nas áreas de psicologia, assistência social, pedagogia, ciências sociais, etc.

O corpo docente é formado por professoras e professores altamente qualificados e com ampla experiência prática e teórica com adolescentes a quem se atribui atos infracionais. As aulas serão ministradas sempre por dois docentes, trazendo uma visão multidisciplinar do tema das aulas. Integram o curso Mariana Chies-Santos, Ana Claudia Cifali, Fernanda Balera, Mayara Souza, Giancarlo Vay, Fabiana Vicente de Moraes, Flora Sartorelli, Daniel Palotti Secco, Alice Vettorazzo, Liana de Paula, Adriana Borghi, Ana Freitas, Arnelle Rolim, Hugo Matias, Juliana Vinuto e Betina Barros.


03/11/2020 | AULA 1 - APRESENTAÇÃO E HISTÓRICO DA JUSTIÇA JUVENIL

Docentes: Mariana Chies Santiago Santos e Ana Claudia Cifali  


05/11/2020 | AULA 2 - GÊNERO, RAÇA E CLASSE

Docentes: Fernanda Balera e Mayara Souza     


10/11/2020 | AULA 3 - PROCESSO DE APURAÇÃO DE ATO INFRACIONAL             

Docentes: Giancarlo Vay e Fabiana Vicente de Moraes               


12/11/2020 | AULA 4 - A EXECUÇÃO DAS MEDIDAS EM MEIO FECHADO

Docentes: Flora Sartorelli e Daniel Palotti Secco              


17/11/2020 | AULA 5 - A EXECUÇÃO DAS MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO

Docentes: Alice Vettorazzo e Liana de Paula             


19/11/2020 | AULA 6 - SAÚDE MENTAL E ADOLESCENTES            

Docentes: Adriana Borghi e Ana Freitas              


24/11/2020 | AULA 7 - DESAFIOS E ALTERNATIVAS À JUSTIÇA JUVENIL

Docentes: Arnelle Rolim e Hugo Matias              


26/11/2020 | AULA 8 - A JUSTIÇA JUVENIL E O SISTEMA SOCIOEDUCATIVO COMO CAMPO DE PESQUISA

Docentes: Juliana Vinuto e Betina Barros